A influência de William Shakespeare

Por SOMOS Educação

“Ser ou não ser. Eis a questão”, “O amor é cego”  e “Até tu, Brutus” .  Você com certeza já ouviu alguma dessas frases. Sabe o que elas têm em comum? São todas oriundas de peças de William Shakespeare (1565-1616), o dramaturgo mais conhecido de todos os tempos.

Ele foi autor de 38 peças (entre históricas, comédias e tragédias). Além disso, escreveu 154 sonetos e uma variedade de outros poemas. São histórias atemporais com temas que perpassam por temas sociais, filosóficos e políticos.

Confira três peças essenciais do autor

Romeu e Julieta: Southampton City Art Gallery;

Romeu e Julieta (1596)
Um clássico e, provavelmente, a peça mais popular de Shakespeare. O romance trágico de Romeu e Julieta é o epíteto das histórias de amor proibido e influenciou gerações de autores ao longo da história. A obra conta com diálogos intensos e recheados de trocadilhos.

Hamlet (1601)
A peça Hamlet é uma história sobre a mente humana, sobre política e sobre intenções. O complexo drama se passa na Dinamarca e traz sua versão do destino do Príncipe Hamlet, obrigado a empreender um drástico ato de vingança contra seu tio Cláudio, acusado de assassinar o pai do jovem para tomar o poder, depois de desposar a cunhada. A narrativa apresenta as diversas facetas dos personagens, instigando o espectador mais atento. 

Rei Lear (1606)
Aqui Shakespeare contou a história de um rei que divide suas terras entre duas de suas filhas em troca de amor, deixando uma terceira de lado. Trata, portanto, de velhice, relação entre pais e filhos e temas atemporais concernentes ao ser humano. Sem, é claro, deixar as nuances irônicas presentes no texto do autor. 

Lançamento

Durante a pandemia de Covid-19, as professoras Fernanda Medeiros e Liana de Camargo Leão lançaram a seguinte pergunta a atores, diretores, escritores, críticos e professores de várias partes do Brasil e do mundo: o que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe? A proposta era que os convidados tentassem, da maneira mais verdadeira possível, responder a essa provocação e que o fizessem rápido, na urgência do momento, para que o livro ficasse impregnado da pressão de uma vivência inédita. 

Essas contribuições têm como resultado o livro que tem como título a pergunta feita às personalidade (“O que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe?”). A obra conta ainda com um texto de orelha assinado por Antônio Fagundes.

Fotos: Divulgação

Referências

https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/400-anos-da-morte-de-shakespeare-o-autor-que-revolucionou-o-teatro-a-linguagem-e-a-literatura.htm?cmpid=copiaecola

https://revistagalileu.globo.com/Cultura/noticia/2018/04/william-shakespeare-12-fatos-sobre-o-autor-de-romeu-e-julieta.html

https://novaescola.org.br/conteudo/4513/6-pecas-essenciais-para-conhecer-william-shakespeare

https://www.infoescola.com/livros/hamlet/

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *