Arqueólogos descobrem cidade no Egito

Por SOMOS Educação

Em uma missão no Egito, arqueólogos descobriram as ruínas de uma cidade inteira que estava soterrada. Trata-se de um povoamento com mais de 3.400 anos, construída no sul do país na época do reinado de Amenhotep III, um dos faraós mais poderosos da civilização egípcia.

A recém descoberta é considerada uma das mais importantes desde a tumba de Tutancâmon, há quase um século, e está sendo chamada de “a maior cidade antiga do Egito” e “a cidade dourada perdida”.

Escavações

Com a equipe liderada pelo arqueólogo egípcio Zahi Hawass, as escavações começaram em setembro de 2020, entre os templos de Ramessés 3º e Amenófis 3º, cerca de 500 quilômetros ao sul da capital, Cairo. 

Escavações no Egito descobrem cidade de mais de 3.400 anos

Os arqueólogos buscavam o templo mortuário de Tutancâmon. Porém, em algumas semanas, a equipe encontrou construções de tijolos de argila por todas as direções.

Por fim, encontraram uma cidade bem preservada, com paredes quase completas, e casas com cômodos com ferramentas, cerâmicas e tijolos com selos..

“As camadas arqueológicas permaneceram intactas por milhares de anos, deixadas como se fosse ontem pelos antigos residentes”, acrescenta o comunicado. Além disso, bairros inteiros, com áreas residenciais e administrativas, também foram encontrados, inclusive uma padaria, equipada com fornos.

Otimismo

Há otimismo quanto à possibilidade de descobertas ainda mais importantes, visto que foram encontrados grupos de túmulos alcançados através de “escadas esculpidas na rocha”, uma construção semelhante às encontradas no Vale dos Reis, onde várias tumbas foram descobertas, inclusive a de Tutancamôn.

Portanto, segundo os arqueólogos, a missão ainda “espera descobrir tumbas intactas cheias de tesouros”.

Fotos: Reprodução

REFERÊNCIAS

https://www.dw.com/pt-br/arque%C3%B3logos-descobrem-cidade-de-mais-de-3-mil-anos-no-egito/a-57149077

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/04/09/arqueologos-descobrem-pompeia-no-egito.ghtml

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *