Atenção! Fuvest realiza mudanças para próximo vestibular

Por SOMOS Educação

Além do Enem, o próximo vestibular da Fuvest acontecerá com algumas novidades. A principal é que a seleção ocorrerá em dois dias de prova na segunda fase, não mais em três, como acontecia tradicionalmente. O objetivo da mudança é tornar o processo menos desgastante para os candidatos.

Antes da alteração ser aprovada pelo Conselho de Graduação da Universidade de São Paulo (USP), a segunda fase era realizada com três provas discursivas e aplicada em três dias seguidos. A primeira era composta por redação e mais dez questões de português; a segunda era formada por 16 questões sobre disciplinas obrigatórias do Ensino Médio; e a terceira e última por 12 questões de disciplinas relacionadas à carreira selecionada pelo candidato.

Com a mudança, os aprovados na primeira fase farão apenas duas provas na fase seguinte: a de redação e português, com suas dez questões; e a de disciplinas específicas, exigidas de acordo com a carreira escolhida, que será composta por duas, três ou quatro disciplinas, seguindo o que for determinado por cada unidade da USP.

A primeira fase permanecerá sem modificações. Será formada por 90 questões de conhecimentos gerais, com conteúdo de biologia, história, inglês, português, matemática, química, física e geografia.

Outras mudanças no vestibular

Também há mudanças no que diz respeito às inscrições no vestibular. Para aplicar o sistema de reserva de vagas adotado no ano passado, a Fuvest fará as inscrições por modalidade já a partir da primeira fase.

Assim, além de o candidato escolher carreira e curso, também deverá optar entre três opções: Ampla Concorrência, com vagas para todos, sem exigência de pré-requisitos; Ação Afirmativa Escola Pública, com vagas para candidatos que tenham cursado integralmente o Ensino Médio em escolas públicas; e Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena, onde as vagas são destinadas aos candidatos e autodeclarados pretos, pardos e indígenas que, independentemente da renda, tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.

Para o ingresso em 2019, há reserva de 40% das vagas por curso para estudantes oriundos de escolas públicas. E dentro dessa porcentagem, há 37,5% guardados para pretos, pardos e indígenas.

Menos listas, mais convocados

O próximo vestibular também acontecerá com menos listas de chamadas de aprovados. Passará de seis para cinco listas. Apesar dessa redução, mais vestibulandos serão convocados para a segunda fase. Em cada carreira, serão chamados quatro vezes mais candidatos que o respectivo número de vagas existentes.

Ao final do processo, vagas eventualmente não preenchidas serão disponibilizadas nos processos de transferência que acontecem para os próprios alunos da USP e também em processos externos, para estudantes de outras universidades. Não haverá mais o chamado Processo de Reescolha, onde candidatos não matriculados e que não fossem eliminados até a sexta chamada poderiam ficar com alguma vaga em cursos que não fossem totalmente preenchidos.

E você, o que achou das mudanças? Comente em nosso post e continue por dentro das principais notícias e informações no Rede de Experiências! Veja outras notícias sobre graduação em https://www.rededeexperiencias.com.br/em-familia.

Foto: Depositphotos
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *