Bloquinhos de montar ganham versão em braille para ajudar na alfabetização

Por SOMOS Educação

Graças a um projeto pioneiro realizado desde 2016 pela Fundação Dorina Nowill e pela Unesp em escolas públicas de São Paulo, a Lego Foundation anunciou a decisão de produzir blocos de montar com relevos que representam o alfabeto em braille. A iniciativa, batizada de LEGO® Braille Bricks, deverá facilitar a alfabetização de crianças com deficiência visual.

Para a empresa, a justificativa para utilizar os famosos bloquinhos de montar no incentivo ao ensino do braile é a percepção que a difusão do braille tem caído entre as novas gerações de pessoas com deficiência visual – graças ao avanço de tecnologias como audiolivros e programas que leem em voz alta o texto escrito numa tela de computador ou celular.

LEGO® Braille Bricks
LEGO® Braille Bricks

Qualidade no ensino

Segundo a presidente do Comitê Braille Bricks da Fundação Dorina Nowill para Cegos, Ika Fleury, a importância do projeto é imensa. “Sem o sistema braille, essa criança não tem o desenvolvimento do sistema neuropsicomotor garantido”, afirma.

Na nova versão desenvolvida pela Lego, os pinos das pecinhas representam o alfabeto braille, tornando-se uma poderosa ferramenta para a alfabetização e lazer de crianças com deficiência. Além disso, cada bloco também traz a respectiva letra impressa, justamente para que todas as crianças – com ou sem deficiência – possam aprender e se divertir juntas.

Na nova versão desenvolvida pela Lego, os pinos das pecinhas representam o alfabeto braille
Na nova versão desenvolvida pela Lego, os pinos das pecinhas representam o alfabeto braille

Sistema inovador

O produto está sendo testado em dinamarquês, norueguês, inglês e português, enquanto o alemão, espanhol e francês serão avaliados no terceiro trimestre de 2019. A versão final do kit deverá ser lançada em 2020 e distribuída gratuitamente para instituições selecionadas por meio de parceiros participantes nos mercados onde os testes estão sendo realizados. No Brasil, essa tarefa será de responsabilidade exclusiva da Fundação Dorina Nowill.

Leia também: Jovens brasileiros ganham prêmio no Estados Unidos por software inovador

Serão aproximadamente 250 peças cobrindo o alfabeto completo, números de 0 a 9, símbolos matemáticos selecionados e inspiração para o ensino e jogos interativos.

Alcance global

Os kits serão distribuídos inicialmente em sete estados brasileiros: Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Pará. Serão enviados 10 mil kits a 763 cidades e 1,88 mil instituições de ensino do país. Eles serão entregues às escolas em regime de comodato.

Bloquinhos de montar ganham versão em braille para ajudar na alfabetização
Bloquinhos de montar ganham versão em braille para ajudar na alfabetização

Para Ika Fleury, o lançamento tem ainda um significado muito especial porque, em 2019, Dorina Nowill completaria 100 anos de vida. “Seu centenário será marcado por esse grande presente que a Fundação Dorina entrega para todas as crianças com deficiência visual do mundo: a oportunidade de aprender no sistema braille, ao mesmo tempo que se relacionam e se divertem com os demais colegas”, diz.

Fotos: Fundação Dorina Nowill e Lego Foundation/Reprodução

 

 

 

 

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *