Brasil define próximo presidente em 28/10

Por SOMOS Educação

No próximo dia 28 de outubro, 147 milhões de brasileiros de todas as regiões do país deverão retornar às urnas. É quando definiremos o nosso próximo presidente. Passado o primeiro turno, agora a disputa concentra-se em Jair Bolsonaro (PSL), que obteve 46,03% dos votos válidos, e Fernando Haddad (PT), que conseguiu 29,28% dos votos.

No último domingo, 7, além da escolha pelo presidente, os brasileiros também foram às urnas para eleger deputados estaduais, deputados federais, senadores e governadores. Para esse último cargo, dos 27 estados no país, 13 já definiram e não precisarão de segundo turno.

O cargo ainda está em disputa nos estados do Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

Polarização e abstenção, marcas dessas eleições

A polarização que marcou o primeiro turno dessas eleições, principalmente na disputa presidencial, foi vista como um fator determinante para o alto índice de abstenção registrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o TSE, a abstenção total foi de 20,33%, o que representa a ausência de 29,9 milhões de pessoas. Esse é o maior índice desde as eleições de 1998.

A ausência foi grande não apenas dentro do país, como também no exterior. Entre os eleitores aptos a votar residentes em outros países, o índice de abstenção superou os 59%, ou seja, o número de ausentes nesse primeiro turno das eleições foi maior que o número de votantes fora do Brasil.

Nova chance para escolher

Aqueles que não votaram no primeiro turno, mas desejam fazer suas escolhas no segundo turno, estão liberados a votar, desde que não tenham pendências na Justiça Eleitoral.

Como são turnos independentes, a abstenção no primeiro não bloqueia a participação no próximo dia 28. Vale destacar, claro, que toda ausência deve ser justificada, o que pode ser feita até 60 dias depois de cada turno.

Quem não justificar receberá uma multa no valor de R$ 3,51 por cada turno perdido. O não pagamento dessa multa traz como consequência a impossibilidade de tirar ou renovar passaporte, impossibilidade de participação em concursos públicos e, para quem já for funcionário público, o bloqueio do recebimento de salário.

Votos nulos e brancos

Embora o número de abstenções tenha sido considerado elevado, os índices de votos nulos e brancos não o acompanhou. Foram 6,14% de nulos e 2,65% de votos brancos. Como na apuração são contabilizados apenas os votos válidos, tantos os nulos quanto os brancos não fazem diferença no resultado final das eleições.

De olho nas propostas e informações

Até o dia 28, o país viverá a expectativa do segundo turno. Até lá, os brasileiros devem ficar atentos às propostas de cada candidato. É responsabilidade de cada um de nós cercarmos de informações, sabermos separar o que é real do que é as chamadas fake news, de modo que possamos fazer a melhor escolha para os próximos quatro anos.

Acesse https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza e fique por dentro dos principais temas da atualidade!

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *