Em São Paulo, biblioteca expõe livros infantis raros

Por SOMOS Educação

“Livros para Crianças” é o nome da exposição que será inaugurada a partir do dia 4 de junho, terça-feira, com 58 obras raras dos séculos 17 a 20, e que apenas pesquisadores da área normalmente têm acesso. A iniciativa é da Biblioteca Mário de Andrade, localizada no centro de São Paulo.

Muito se fala a respeito do livro, esse universo mágico de sensações e experiências, e que muda completamente a vida de quem se dedica ao hábito da leitura. O livro nos traz conhecimento de terras distantes e hábitos diferentes dos nossos, sabedoria e cultura geral sobre o mundo, além de colaborar com a formação cognitiva, o aumento do vocabulário e as formas de expressão. Nesse sentido, a biblioteca cumpre seu papel de propagar a literatura e de estreitar vínculos com seus frequentadores, além da conquista de um novo público leitor, incluindo as crianças. Num mundo cada vez mais digital de smartphones e tablets, todo esforço em prol do bom e velho livro em papel é bem-vindo.

Biblioteca Mário de Andrade

Leia também: Cultivando o hábito da leitura

“Queremos mostrar um material que hoje só está ao alcance de pesquisadores, que não costuma ficar aberto por conta da fragilidade dos volumes. Quando você vê essas edições organizadas, expostas, é uma história do livro, do mundo intelectual”, conta Joselia Aguiar, diretora da Biblioteca Mario Andrade. A exposição Livros para Crianças conta com curadoria de Rízio Bruno Sant’ana e Joana Moreno de Andrade.

Sobre a exposição

O acervo destaca as duas correntes principais que ajudaram a consolidar a literatura infantil no Ocidente: as fábulas e os contos de fadas. De tradição oral, as fábulas ganharam suas primeiras versões escritas no século 6 a.C., pelas mãos do grego Esopo. Depois, no século 1, foram traduzidas para o latim por Fedro, romano escravizado. E ganharam projeção ao serem atualizadas por Jean de La Fontaine, no século 17, já com característica de texto para jovens.

O livro nos traz conhecimento de terras distantes

Na corrente contos de fadas estão obras do francês Charles Perrault, que passou a recontar histórias populares no século 17, como A Bela Adormecida, A Lebre e a Tartaruga, e A Raposa e a Uva. Também há edições dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm, que tornaram clássicas histórias como Rapunzel, Chapeuzinho Vermelho, e João e Maria, e de Hans Christian Andersen, que eternizou O Patinho Feio.

Outra novidade é o programa “Manhãs de Domingo na Mario”, para reunir famílias e crianças. A partir do dia 2 de junho, sempre aos domingos, haverá primeiro, às 10 horas, uma atividade que conecta leitura e brincadeira e na sequência, às 11 horas, uma peça de teatro.

Conhecendo a biblioteca

A Biblioteca Mário de Andrade (BMA) é uma das mais importantes bibliotecas de pesquisa do país. Fundada em 1925 como Biblioteca Municipal de São Paulo, é a maior biblioteca pública da cidade e a segunda maior biblioteca pública do país, superada, apenas, pela Biblioteca Nacional. Foi inaugurada, em 1926, na Rua 7 de Abril, com uma coleção inicial formada por obras que se encontravam em poder da Câmara Municipal de São Paulo, em cujo prédio a Biblioteca funcionava.

Sala infantil da Biblioteca Mário de Andrade

Em 1937, incorporou a Biblioteca Pública do Estado e, a partir de então, importantes aquisições de livros, muitos deles raros e especiais, enriqueceram seu acervo. O crescimento de seu acervo e serviços ocasionou a mudança da biblioteca para o atual edifício, localizado na Rua da Consolação. Inaugurado em 1942, na gestão do Prefeito Prestes Maia e tendo Rubens Borba de Moraes como Diretor da Biblioteca, o novo edifício, projetado pelo arquiteto francês Jacques Pilon, é considerado um marco da arquitetura Moderna em São Paulo.

Serviço

Biblioteca Mário de Andrade

Rua da Consolação, 94 – República, São Paulo

De segunda à sexta-feira, das 8 às 22 hs; sábados e domingos, das 8 às 20 hs

Fotos: Biblioteca Mário de Andrade/Divulgação Facebook

 

 

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *