Enem 2018: redação aborda manipulação na internet por meio de uso de dados

Por SOMOS Educação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 trouxe como tema de redação a “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet”. A prova foi aplicada no último dia 4 de novembro e para fazer a redação, os candidatos tiveram quatro textos motivadores, compostos por gráfico com dados de 2016 sobre o perfil dos usuários de internet no Brasil e trechos de reportagens.

Muitos professores consideraram o tema atual e de grande poder de argumentação. Para Henrique, professor de linguística e língua portuguesa, o assunto foi muito pertinente para o momento. “Atualmente, a maneira como as pessoas se relacionam com o mundo passa pelas informações que cada uma delas recebe e consome, bem como pelos conhecimentos que elas adquirem”, avalia.

“Esse filtro no tipo de informação que chega para cada um de nós pela internet através de algoritmos é algo que vivemos intensamente. Fazer com que reflitamos sobre tudo isso é uma função que o Enem assume para si, o que é muito bacana para a nossa civilização”, destaca Henrique.

Redação: muito além das fake news

O professor ressalta que ao conhecer o tema, o receio inicial foi de que ele fosse interpretado apenas como a manipulação por meio das fake news. “Contudo, a proposta da redação deste ano foi além, já que mesmo com informações verdadeiras é possível manipular, isso através da escolha dos dados a serem usados.”

Henrique ainda destaca que o receio logo foi superado “ao ver que os alunos repercutiram de forma mais complexa, destacando inclusive como os dados que fornecemos pelas redes sociais podem ser usados para nos manipular. Foi muito interessante as diferentes abordagens permitidas pelo tema.”

Com o tema proposto em 2018, o Enem manteve sua linha de abordagem tradicionalmente relacionado ao respeito à diferença, à valorização dos direitos humanos e à busca por solução dos problemas sociais de forma coletiva.

No ano passado, o tema da redação foi “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”; em 2016 o tema da redação foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”; em 2015, “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” foi o tema da redação.

Nota por competências

A avaliação da redação segue cinco competências, formada pelos seguintes critérios:

Competência 1: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento, para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Para formar a nota, dois professores fazem a correção, de forma independente e sem saber um da avaliação do outro. Cada um dá uma nota entre 0 e 200 para cada competência. A nota final será a média aritmética do valor total atribuído pelos dois avaliadores.

Você participou do Enem 2018? Conte o que achou da redação deste ano!

Acesse https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza e fique por dentro de outras dicas e notícias da atualidade.

Foto: Depositphotos
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *