Enem tem o menor índice de ausentes desde 2016

Por SOMOS Educação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que aconteceu nos dois últimos domingos do mês, dias 4 e 11 de novembro, teve o menor índice de candidatos ausentes desde 2016. No primeiro dia de provas, 24,9% dos 5,5 milhões de inscritos não compareceram para fazer o exame, o que representa 4,9 pontos porcentuais a menos do que o ano passado. Já no segundo dia, a taxa de abstenção foi de 29,2%, 2,8 pontos porcentuais a menos.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 1.374.430 candidatos não compareceram ao primeiro dia de testes. O número subiu para 1.610.681 no segundo dia. O ministro da Educação, Rossieli Soares, explicou que o maior registro de ausências na segunda etapa já era esperado. “Historicamente a ausência no segundo dia sempre é maior, pois há alunos que acabam desanimando por algum acontecido do primeiro dia”.

A avaliação do governo é de que o Enem 2018 foi um sucesso. “Essa é a melhor aplicação da história do Enem. O trabalho de toda a equipe foi brilhante”, elogiou Rossieli Soares. As provas foram aplicadas em 10.718 locais, distribuídos em 1.725 municípios. Cerca de 600 mil pessoas estiveram envolvidas na realização do Enem.

Queda de energia afeta Enem em dois locais

Dentre os poucos problemas registrados no Enem, houve queda de energia elétrica em dois locais de prova. Um deles foi em Franca, no interior de São Paulo, e outro em Porto Nacional, no Tocantins. Ambos os casos aconteceram no primeiro dia de aplicação. Segundo o Inep, 1.752 estudantes foram afetados.

O ministro da Educação garantiu que os candidatos prejudicados terão a oportunidade de refazer as provas nos dias 11 e 12 de dezembro. O segundo dia não registrou ocorrências que pudessem impedir a realização dos testes.

Candidatos desclassificados

O Inep e o Ministério da Educação (MEC) contabilizaram 137 eliminações de candidatos. A etapa inicial do Enem teve 71 casos de irregularidades, enquanto a etapa final apresentou 66 ocorrências. No município de Montes Claros (MG), por exemplo, dois irmãos gêmeos foram flagrados usando ponto eletrônico durante a aplicação das provas.

Outros motivos de eliminação envolveram descumprimento das regras gerais do edital, como sair antes do horário permitido, usar material impresso e não atender a orientações dos fiscais, além de não passar na revista no detector de metais e recusa na coleta dos dados biométricos.

Polêmicas com questões

O conteúdo das provas do primeiro dia do Enem foi criticado pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. Em manifestação através das redes sociais, ele se referiu de maneira crítica a uma questão que abordava expressões ligadas ao universo homossexual. “Não vai ter questão desta forma ano que vem, porque nós vamos tomar conhecimento da prova antes”, afirmou.

O ministro da Educação evitou comentar a fala de Bolsonaro. “Não comentaremos as questões em si. Cabe ao presidente eleito fazer a gestão do Brasil a partir de 1º de janeiro, e isso inclui políticas públicas, processo e tudo mais. Caberá ao presidente, a partir de janeiro, fazer as discussões”, disse Rossieli Soares.

Gabarito e resultados

O gabarito oficial do Enem 2018 será divulgado no dia 14 de novembro (quarta-feira), assim como os cadernos de questões. Já o resultado e as notas finais dos candidatos deverão ser divulgados até o dia 18 de janeiro de 2019.

A nota do Enem pode ser utilizada para concorrer a vagas no ensino superior público por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ou a bolsas em instituições privadas, através do Programa Universidade para Todos (ProUni), bem como para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Você participou do Enem 2018? Conte o que achou das provas deste ano!

Acesse https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza e fique por dentro de outras dicas e notícias da atualidade.

Foto: Depositphotos
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *