Escritores best-seller e seus processos criativos

Por SOMOS Educação

A autora Clarice Lispector, quando uma vez questionada sobre a profissão de escritora, disse que faz questão de não ser uma profissional para manter sua liberdade. Na maioria das vezes, os escritores, de fato, têm hábitos de trabalho e processos criativos autônomos.

Como é o dia a dia de alguém que se dispõe a escrever um romance? Ou até mesmo um singelo poema? Não há apenas uma fórmula para o processo produtivo dos escritores, mas sim diversos métodos.

Quer saber mais sobre como alguns autores best-seller criaram suas obras? Confira abaixo.

Hábitos de escrita de grandes escritores

Stephen King

O autor Stephen King é um dos mais bem sucedidos da literatura mundial. No seu livro “Sobre a escrita”, King diz cumprir a tarefa de escrever 2.000 palavras diárias e rotineiramente se senta para o trabalho às oito da manhã.

Stephen King

Neil Gaiman

O autor britânico, famoso por trabalhar em mitologias, acredita que um autêntico escritor deve absorver de tudo ao seu redor para alimentar sua criatividade. É um processo que ele chama de “compostagem criativa”, em alusão à uma técnica de jardinagem que recicla resíduos orgânicos e os transforma em adubo.

Neil Gaiman
Neil Gaiman

J.K. Rowling

Para a autora da emblemática série “Harry Potter”, as manhãs são seu horário nobre. Em seu site, a famosa escritora contou que tenta sempre começar a escrever antes das nove da manhã, horário no qual ela acredita ser bem mais produtiva. A escritora ainda diz tomar oito ou nove xícaras de chá durante o processo criativo. Às vezes, gosta também de comer pipoca enquanto escreve.

J.K. Rowling
J.K. Rowling

José Saramago

O único escritor português a ser laureado com o Nobel de Literatura. Saramago acreditava que o estilo é o que mais conta num romance.  Ele dizia que, no processo criativo, sabe muito bem como começar e como acabar uma história, “um início e um fim muito claros”, o resto surge palavra a palavra, “a crescer como as árvores, até ao limite”.

José Saramago
José Saramago

Clarice Lispector

Por fim, Clarice, entendia o processo de escrita também como algo espontâneo e vindo da alma. “Quando não estou escrevendo, eu simplesmente não sei como se escreve”, afirmou. “Fora das horas em que escrevo, não sei absolutamente escrever”, acrescentou.

Clarice Lispector
Clarice Lispector

Rotinas de escrita

Existe um site americano chamado Writing Routines que reúne entrevistas com escritores de best-sellers mundiais, artigos e tutorias para ajudar escritores iniciantes que buscam inspiração para criar suas próprias rotinas.

Hábitos de escrita e leitura dos escritores
Velhos hábitos de escrita, novos meios de leitura

Saiba mais do mundo da Educação: https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza/educacao

Fotos: Depositphotos e Divulgação

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *