Estudantes brasileiros tentam participar da maior competição de foguetes do mundo

Por SOMOS Educação

Estudantes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) criaram uma “vaquinha online”, com o objetivo de viabilizar a participação brasileira na Spaceport America Cup, a maior competição de foguetes do mundo. O evento acontece entre os dias 18 e 23 de junho nos Estados Unidos.

Para viabilizar a ida dos estudantes com o foguete representando o Brasil, o investimento necessário é de R$ 15 mil. Até o começo desta semana, a “vaquinha online” havia arrecadado R$ 2,7 mil.

Chamado de Atom, o foguete brasileiro é fruto de um projeto de quase um ano realizado por uma equipe formada por 35 alunos de Ciência da Computação, Engenharia, Física e Pedagogia. Se conseguirem arrecadar a verba necessária, a equipe brasileira competirá com outras 110 equipes de desenvolvimento aeroespacial compostas por instituições de vários lugares do mundo.

Interessados em contribuir com os brasileiros podem fazer as doações pelo site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/gfrj-da-uerj.

Criatividade brasileira dos estudantes

A provável participação brasileira na maior competição de foguetes do mundo é mais um fato que mostra que com estudo e apoio, nossos estudantes podem ir longe.

Recentemente, o Rede de Experiências contou a história de dois estudantes do interior do estado de São Paulo que inventaram um aplicativo capaz de transformar Libras (Língua Brasileira de Sinais), usada por pessoas com deficiência auditiva, em alfabeto gráfico. A criação promete facilitar a comunicação entre pais, familiares, amigos e deficientes auditivos (veja a matéria em (https://www.rededeexperiencias.com.br/em-familia/estudantes-brasileiros-inventam-aplicativo-que-traduz-linguagem-dos-sinais-em-alfabeto-grafico).

Para que o país siga esse caminho e tenha cada vez mais destaque no campo da tecnologia, é essencial que as escolas incentivem e transmitam esse tipo de conhecimento para seus alunos desde cedo. É o que faz o Colégio São José, de Pernambuco, com a introdução da robótica pedagógica no processo de aprendizagem. Quer saber como? Veja em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica/robotica-pedagogica-mais-um-atrativo-para-aprendizagem.

E sua escola, também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis? Compartilhe conosco suas iniciativas em https://bit.ly/2HRdQQ7

Foto: Depositphotos
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *