Fique de olho nas novidades para o Enem 2018

Por SOMOS Educação

O Ministério da Educação divulgou recentemente o edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Das novidades com relação ao exame do ano passado, a principal é o acréscimo de 30 minutos no segundo dia de provas, quando são aplicadas questões para as disciplinas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

Em 2017, muitos candidatos reclamaram que o tempo de 4h30 para responderem às questões havia sido insuficiente. Em 2018, terão 5 horas. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 4 e 11 de novembro, sendo que no primeiro domingo, os candidatos terão 5h e meia para responder questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da Redação.

As inscrições para o Enem 2018 devem ser feitas entre os dias 7 e 18 de maio. O valor é o mesmo de 2017 (R$ 82,00). Porém, para os candidatos que têm direito à isenção na taxa de inscrição é preciso fazer a solicitação entre os dias 2 e 11 de abril. Ou seja, a aprovação da solicitação de isenção não significa que o aluno esteja automaticamente inscrito no exame, são necessárias as duas etapas.

Essa, aliás, é outra novidade na edição de 2018. Até a edição passada do exame, o pedido de isenção acontecia como última etapa. Agora, os processos acontecem de modo separado.

Outra mudança foi com relação aos isentos da taxa faltantes na prova. Os candidatos isentos no passado e que não compareceram ao local do Exame e não justificaram ausência serão obrigados a pagar a taxa de inscrição para participar na edição deste ano do Enem.

O resultado da solicitação de isenção será divulgado em 23 de abril. Os candidatos que tiverem negado o pedido poderão entrar com recurso e apresentar novos documentos entre os dias 23 e 29 de abril.

Enem 2018 vem com mudanças

Quem pode pedir isenção:

– Alunos que estão cursando o terceiro ano do ensino médio na rede pública;

– Candidatos que fizeram o Encceja e conseguiram a proficiência suficiente para o diploma nas áreas em que se inscreveram;

– Alunos que cursaram todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista na rede privada e tenham renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;

– Candidatos que declaram estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda;

– Participantes que estão inscritos no CadÚnico.

 

Para ver todos os detalhes do edital é só clicar em  http://bit.ly/2FUlwEg. E permaneçam de olho no blog Rede de Experiências, porque daremos dicas e informações importantes no decorrer de todo o ano!

Foto: Shutterstock
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *