Tragédias que se repetem na história

Por SOMOS Educação

Desastres ambientais são tragédias preocupantes que fazem a sociedade, o poder público, e as indústrias se questionarem: como e por que aconteceram? Quem foram os responsáveis? Quais as consequências ambientais, sociais e políticas?

A fim de mostrar exemplos a serem analisados e estudados, o blog Rede de Experiências listou três tragédias semelhantes em proporção e repercussão, no Brasil e fora dele.

Saiba mais:

Tragédias pelo mundo

Deslizamento de minas em Aberfan (Reino Unido – 1966)

Cemitério de Aberfan (Reino Unido)
Cemitério de Aberfan (Reino Unido)

Uma vila no sul do País de Gales (Reino Unido) chamada Aberfan sofreu um dos desastres  mais impactantes da história:  um deslizamento de dejetos de uma mina de carvão, que destruiu escola e casas da vila, deixando 144 mortos – incluindo 116 crianças.

Na época, a vila de Aberfan era um local que sobrevivia praticamente da extração das minas de carvão. Os resíduos da atividade eram depositados em aterros. Diante de chuvas torrenciais, um dos aterros entrou em colapso e liberou uma avalanche de dejetos sobre casas e a única escola da vila.

Um inquérito buscou identificar as causas do desastre e quais ações poderiam ter sido feitas para impedi-lo. Após recolher provas, a polícia ouviu testemunhas e levantou dados sobre condições geológicas da região.  As autoridades concluíram que o Conselho Nacional do Carvão, responsável pelo aterro, era a causadora do desastre. A conclusão foi que o órgão ignorou alertas sobre as condições perigosas do aterro e a instabilidade do solo, visto que pequenos deslizamentos anteriores indicavam risco.

Rompimento de barragem em Mariana (Brasil – 2015)

Desastre em Mariana (MG) Tragédia
Desastre em Mariana (MG)

No dia 5 de novembro de 2015, o rompimento da barragem de rejeitos Fundão, da mineradora Samarco, deixava 19 mortos, causando uma enxurrada de lama que inundou várias regiões do distrito de Bento Rodrigues, em Minas Gerais.

Uma barragem é uma estrutura, feita em cursos de água, com o objetivo de conter ou acumular em grande quantidade substâncias líquidas ou misturas de líquidos e sólidos. Dentre as suas principais finalidades estão: o abastecimento de água, produção de energia elétrica e prevenção de enchentes.

A barragem de Fundão abrigava aproximadamente 56,6 milhões de m³de lama de rejeito. Desse total, 43,7 milhões de m³ vazaram. Os rejeitos atingiram os afluentes e o Rio Doce, destruindo distritos e deixando milhares de moradores da região sem água e sem trabalho.

Por fim, vinte e duas pessoas e quatro empresas responderam na Justiça pelo desastre ambiental provocado pelo rompimento da barragem da Samarco, sendo que 21 delas por homicídio.

Rompimento de barragem em Brumadinho (Brasil – 2019)

Desastre em Brumadinho (MG)
Desastre em Brumadinho (MG)

Em 25 de janeiro de 2019, um desastre ambiental de maiores proporções atingiu Brumadinho, também em Minas Gerais. Trata-se do rompimento da barragem da Vale (mineradora multinacional brasileira).

A tragédia causou uma grande avalanche de rejeitos de minério de ferro. A Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão desabou. A lama atingiu a área administrativa da Vale, bem como a comunidade da Vila Ferteco, deixando um grande rastro de destruição e dezenas de mortes.

As sirenes de alerta não foram tocadas na ocasião. Foi o estopim para o grande número de mortes nessa tragédia, uma vez que as pessoas não foram avisadas para adotar os procedimentos de segurança.

Confira mais notícias de atualidades em: https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza

Fotos: Reprodução

 


Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *