TSE revela perfil dos eleitores brasileiros em 2018

Por SOMOS Educação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acaba de divulgar o perfil dos eleitores brasileiros que estão aptos a votar nas eleições de 2018. Em outubro, iremos às urnas para eleger o próximo presidente da República, bem como governadores dos estados, senadores, deputados federais e estaduais.

De acordo com os dados do TSE, a maior porcentagem de jovens eleitores está na região Norte do país. O outro extremo, ou seja, a concentração de eleitores idosos, localiza-se na região Sudeste. No Nordeste, a proporção do eleitorado feminino é a maior do país.

O órgão calcula que o Brasil tenha 147 milhões de brasileiros habilitados para votar nessas eleições de 2018. O número corresponde a cerca de 70% da população. Deste total, a maioria dos eleitores está na faixa etária entre 30 e 49 anos (40,2%) e é do sexo feminino (52,5%).

A idade dos eleitores

O voto no Brasil é permitido a partir dos 16 anos. Contudo, do número total de pessoas aptas ao voto nessas eleições, apenas 1,7% é menor de idade.

O estado com a taxa mais alta de jovens é Roraima (2,9%), seguido do Amapá (2,7%) e Acre (2,3%), todos na região Norte do país.

Por outro lado, o Sudeste é a região com a maior quantidade de eleitores com 70 anos ou mais. São mais de 6 milhões de pessoas, o que corresponde a 9,5% do eleitorado. Desse total, quase 65 mil possui 90 anos ou mais.

Entre os estados, o Rio de Janeiro apresenta a maior proporção de pessoas acima de 70 anos que estão aptas a votar. São 1,4 milhão de eleitores, ou 11,2% do eleitorado do estado. Na sequência, aparecem os estados do Rio Grande do Sul (9,9%) e Minas Gerais (9,7%). No Brasil todo, os eleitores idosos passam de 12 milhões e representam 8,2% do eleitorado.

Vale lembrar que, assim como os menores de idade, pessoas com 70 anos ou mais podem votar, mas não são obrigadas. Já aquelas que têm entre 18 e 69 anos devem, necessariamente, comparecer às urnas.

Mulheres dominam o cenário

Os números do TSE mostram ainda que as mulheres dominam o cenário: elas representam a maioria do eleitorado em todas as regiões e em todos os estados do país. No Nordeste, a proporção feminina é a mais alta, com 52,8% da população. Apesar disso, entre as unidades federativas, o Distrito Federal é a que tem a maior presença de mulheres (53,8%). Depois, aparecem Rio de Janeiro (53,7%) e Pernambuco (53,6%).

No Rio de Janeiro, por sinal, está a cidade com a maior porcentagem de eleitoras do Brasil. Trata-se do município de Queimados, na Baixada Fluminense, que tem 56,9% de mulheres aptas a votar. Isso significa que, dos quase 73 mil eleitores, 41,5 mil são do sexo feminino.

Já entre os homens, a região Norte é destaque mais uma vez por ser a região que apresenta a taxa mais alta de eleitores masculinos, com 49,2%. Entre os estados, Mato Grosso e Tocantins, com 49,5% cada, dividem o primeiro lugar, seguidos de perto por Pará (49,4%), Rondônia (49,2%) e Amapá (49%).

A cidade de Santa Cruz do Xingu (MT) tem 57% do eleitorado composto por homens. Contrariando a proporção nacional, o município mato-grossense faz parte das 2.162 cidades brasileiras que têm mais homens que mulheres entre os eleitores.

Independentemente de gênero ou de faixa etária, a esperança é que esses 147 milhões de brasileiros aptos a votar possam usar conscientemente essa ferramenta da democracia, de forma criteriosa, para conduzir o país no caminho do progresso e do desenvolvimento.

Quer ficar por dentro dos principais temas da atualidade? Acesse https://www.rededeexperiencias.com.br/atualiza.

Foto: Depositphotos

 

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *