Alimentação e convivência saudáveis

Por SOMOS Educação

Unir o saudável ao agradável. Esse foi o objetivo do Instituto Educacional Marques Moraes, de Jacareí (SP), ao desenvolver o “Projeto Lanche Coletivo”. A grande motivação foi conscientizar os alunos para uma alimentação saudável, além de proporcionar melhor convivência entre eles.

“O projeto foi traçado por professores, em conjunto com os pais e os próprios alunos, tendo como preocupação comum o crescimento de casos de estudantes com obesidade, colesterol alto, entre outros”, destaca a gestora da escola, Lidiane Marques de Souza Moraes.

Para alcançar essa conscientização, o projeto foi iniciado com a palestra de uma nutricionista, mãe de um aluno do 7º ano. Na ocasião, a profissional falou sobre a importância de uma boa alimentação e junto com os alunos ajudou a criar cardápios sugestivos de lanches que agradassem a todos os paladares.

“A ideia de incentivar os próprios alunos a prepararem opções de lanches saudáveis para servirem aos amigos, desenvolvendo as habilidades e inteligências inter e intrapessoal, logo foi amplamente abraçada”, ressalta Lidiane.

Para organizar a alimentação, foi feito um calendário de lanche coletivo. Para o aluno da vez, a escola pedia que fotografasse em casa o preparo para que a foto circulasse nas redes sociais do colégio, o que empolgou ainda mais os estudantes.

A gestora comemora o grande resultado do Lanche Coletivo. “A resposta ao projeto tem sido fantástica. Diariamente, um aluno traz o lanche para todos, inclusive para os professores que, desde então, também resolveram participar da iniciativa e fazer parte do calendário. Todos estão comprometidos e muito engajados. O movimento é tamanho que até fechamos a cantina e priorizamos essa atitude consciente. Os pais estão satisfeitos, alegando que os filhos estão aprendendo a se alimentar melhor. Muitos mudaram seus hábitos alimentares dentro de casa, e no lar também optaram por uma dieta mais balanceada”, diz Lidiane.

Os excelentes resultados com a iniciativa não param por aí. “A convivência socioafetiva melhorou muito. Cresceu o respeito e houve maior proximidade e interação entre os alunos durante o intervalo. Isso sem deixar de citar que o projeto Lanche Coletivo facilitou bastante aos pais, que têm o compromisso de levar um dia o lanche coletivo, enquanto nos demais dias o filho também se alimenta com lanches que os demais amigos trazem. Trata-se de uma forma de, literalmente, nutrir a vida com a solidariedade, entre outros valores”, finaliza Lidiane.

 

  

Como fazer na minha escola:

O primeiro passo para fazer o projeto acontecer é bater um papo com os envolvidos. Ou seja, pais, alunos e professores para explicar a proposta e instigar qual será a aceitação.

Depois, é importante convidar uma nutricionista para fazer uma palestra, uma roda de conversa e junto aos alunos sugerir um cardápio de acordo com as preferências deles, desde que sejam saudáveis.

O passo seguinte é criar um calendário para os alunos (isso poderá ser feito por sala) e então, dar início solicitando que fotografem o preparo dos lanches em casa e enviem as fotos para as redes sociais.

Dia a dia, cada aluno terá a responsabilidade de servir seus amigos, cativando alimentação e conveniência saudáveis!

Veja outras iniciativas do Instituto Educacional Marques Moraes em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica/alunos-protagonistas-aprendendo-e-compartilhando-saberes, https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica/conhecimento-e-empreendedorismo-com-monteiro-lobato e em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica/aprendizado-rentavel

Quer conhecer outros projetos de destaque na educação? Saiba mais em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.

Foto: Instituto Educacional Marques Moraes
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *