Aprendizado rentável: empreendedorismo na escola!

Por SOMOS Educação

Despertar as habilidades e conhecimentos para transformar alunos em empreendedores de sucesso ou em profissionais qualificados e competitivos para o cada vez mais concorrido mercado de trabalho. Foi com esse objetivo que o Instituto Educacional Marques Moraes, de Jacareí, no interior de São Paulo, desenvolveu, a partir da Educação Infantil até o Ensino Médio, o seu Projeto Empreendedorismo.

A ideia surgiu em 2016, quando a escola iniciou o que denominou de “Projeto em si!”, que entre os objetivos tinha o despertar do trabalho em equipe e o incentivo da criatividade. “Mais do que isso, essa atividade também tinha o propósito de desenvolver nos alunos habilidades matemáticas e em comunicação, entre outras características consideradas importantes na formação profissional. A ideia deu tão certo que a atividade cresceu e se transformou no Projeto Empreendedorismo, totalmente abraçado pelos alunos”, diz a gestora do Instituto, Lidiane Marques de Souza Moraes.

O projeto acontece todas as sextas-feiras, com o desenvolvimento de um novo trabalho a cada semana. Diversas atividades produtivas são propostas, como culinária, reciclagem e artesanato, por exemplo. Um ponto extremamente motivador do projeto é que além de servir como recurso de aprendizagem, ele também é rentável, uma vez que, mensalmente, toda essa produção dos alunos é comercializada nas Feirinhas do Empreendedorismo realizadas na própria instituição de ensino.

“Essa ideia repercutiu super bem e teve forte apoio das famílias, já que a renda obtida com as vendas nas feirinhas era revertida em benefício dos próprios alunos, em prol de passeios e eventos por eles realizados”, destaca a gestora do Instituto Educacional Marques Moraes.

Para controlar os recursos financeiros, a escola abriu um livro-caixa, com livre acesso para professores, alunos e seus pais. Assim, todos podem saber a rentabilidade conseguida em cada edição mensal da Feira do Empreendedorismo.

Produção de artesanato para a Feirinha do Empreendedorismo.

“O projeto é um sucesso. Com a renda obtida na comercialização da produção dos alunos já conseguimos pagar excursões e até festa de formatura, sem que pais tivessem que custeá-la!”, celebra Lidiane.

Um dos segredos da rentabilidade está no trabalho de marketing, com cartazes e propagandas de divulgação também desenvolvidos pelos próprios alunos e distribuídos no entorno do colégio, convidando a comunidade a prestigiar e visitar a feira todo mês.

Feliz com a repercussão do projeto, a gestora do instituto destaca: “a iniciativa tornou mais ativa a participação da família e da comunidade do entorno da escola. Ao observarem suas produções vendidas, os alunos se sentem profundamente realizados, o que torna o processo de aprendizagem ainda mais rico, preparando-os melhor para a vida futura”.

Como fazer em sua escola:

– A partir da Educação Infantil, incentive a criatividade e o espírito empreendedor dos alunos. Com o auxílio dos professores, estimule e auxilie os estudantes na produção, seja de itens de culinária, de artesanato ou de qualquer outro segmento;

– Incentive os alunos a elaborar peças de divulgação do que foi produzido. O objetivo é cativar curiosidade e interesse da comunidade ao redor da escola em conhecer e, claro, comprar o que foi produzido pelos alunos;

– Na escola, organize a cada mês uma Feira de Empreendedorismo, onde os produtos criados pelos alunos estarão expostos em busca de compradores;

Dia de venda na Feirinha.

– Crie um livro-caixa para administrar a renda obtida com a comercialização nas feiras. É importante que esse livro-caixa esteja disponível para todos – pais, alunos e professores – garantindo transparência a todos os envolvidos;

– Utilize o dinheiro em prol dos alunos, pode ser para pagar excursões, passeios, festas para os estudantes envolvidos, entre outras possibilidades.

Fotos: Instituto Educacional Marques Moraes
Compartilhe nas suas redes

2 comentários em “Aprendizado rentável: empreendedorismo na escola!

  • 25 de agosto de 2017 em 09:28
    Permalink

    Amei o projeto, muito legal. Quem sabe consigo realizar em minha escola.

    Resposta
  • 19 de setembro de 2018 em 20:32
    Permalink

    FIQUEI MUITO CONTENTE E FELIZ DE SABER QUE PESSOAS COMPETENTES FAZEM ESSE TRABALHO COM OS MAIS NOVOS. PARABÉNS TENHO CERTEZA QUE A MAIORIA IRÁ UTILIZAR PARA TER UM FUTURO MELHOR.

    JARDEL C. XAVIER
    ALUNO DE GESTÃO AMBIENTAL DE PONTA GROSSA

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *