Banquete de conhecimento

Por: Somos Educação

Que tal fazer os alunos participarem de um banquete? Mas, o que vai ser servido não será comida e sim muito conhecimento e informação. Foi exatamente nesse contexto que a Escola Brito Elias, de Mesquita-RJ, criou o projeto “Banquete Histórico: História Sobre as Mesas!”. A atividade contribuiu para uma grande revisão da disciplina de História com os alunos do Ensino Fundamental. 

A proposta foi fugir daquela revisão de conteúdo tradicional, como afirma Fábio Borges, professor de História e criador do projeto. “Saímos do óbvio. Na revisão tradicional, o professor passa um questionário gigante e depois corrige. Diferentemente, propus algo onde o aluno trabalhe o conteúdo com outros colegas, trocando informações”, explica. 

Compartilhando conhecimento

O local escolhido para realizar a atividade foi a Biblioteca José Brito, que faz parte da escola. Nela, os alunos foram divididos em seis grupos. Cada grupo ficou em uma mesa e também responsável por apresentar um resumo do conteúdo escolhido pelo professor. 

 

Alunos participando do banquete

 

“Dessa forma, tiramos os alunos de dentro da sala de aula para aplicar o projeto em um lugar diferenciado, como a biblioteca. A proposta do banquete é uma metáfora para a quantidade de conteúdo histórico que foi trabalhado na atividade”, explica Fábio Borges.

Depois de debater os temas, os alunos participaram de um jogo de perguntas e respostas. Os grupos responderam perguntas individuais, questões feitas por outro grupo e assim o jogo foi fluindo. “O tempo inteiro eu procurei estimular a turma a usar do conhecimento que foi aprendido sobre o tema. Em outras palavras, do que foi servido no nosso banquete”. 

Os resultados e impactos são sempre muito positivos, pois os estudantes adoram propostas diferenciadas. “Fico muito feliz em ver o envolvimento dos alunos com atividades como essa. Especialmente quando proporcionam desafios, quebrando a rotina da sala de aula.  E de tanto falarem sobre os conteúdos da disciplina, acabam tendo um excelente desempenho nas avaliações”, finaliza Fábio Borges.

 

Professor Fábio Borges desenvolvendo a atividade

 

Como fazer na minha escola:

  • Divida o conteúdo do bimestre em seis temas (essa quantidade pode variar) e também a turma em seis grupos. Faça isso com pelo menos uma semana de antecedência; 
  • Cada grupo deve se sentar em uma mesa e apresentar as características gerais da parte da matéria destinada a cada grupo; 
  • Momento Game:
    a) O professor pergunta para o grupo algo sobre o tema do grupo;
    b) O professor pergunta para o grupo algo referente ao tema de outro grupo;
    c) Cada grupo poderá escolher dois outros grupos e fazer uma pergunta para cada sobre qualquer dos temas trabalhados no bimestre; 
  • O professor deve  contabilizar os pontos e, ao final da atividade, diga que todos saíram ganhando mais conhecimento servido no Banquete Histórico.

    Para ver outros projetos de destaque na educação navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.

    Fotos: Escola Brito Elias
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *