Brincando com a História

Por SOMOS Educação

A brincadeira faz parte da infância. É divertida, lúdica e também ajuda a ensinar. Quando uma atividade escolar se une a diversão, os efeitos sobre os alunos são os melhores, pois exercitam a imaginação, a concentração e o raciocínio. Com tantos benefícios assim, a Escola Brito Elias, de Mesquita-RJ, não perdeu tempo e resolveu desenvolver um projeto onde os alunos pudessem aprender brincando. Foi o Jogo de História Humana.

A atividade é um jogo de tabuleiro onde os estudantes respondem perguntas relacionadas a disciplina da história e sobre atualidades. O professor Fábio Borges, idealizador do projeto, realiza a brincadeira no final de cada bimestre como forma de fixar os assuntos ensinados nas aulas. “Já tem cinco anos que criei essa brincadeira e executo sempre antes da prova de história. A principal finalidade pedagógica é realizar uma grande revisão sobre o conteúdo ensinado”.

Brincando na sala de aula

O Jogo de História Humana acontece em um tabuleiro gigante, montando a partir de 45 placas emborrachadas, com cinco ações possíveis:

  1. Casas do jogo com a letra H, onde o aluno responde a perguntas da disciplina de História;
  2. Casas do jogo com a letra A, onde o aluno responde sobre perguntas de atualidades do Brasil e do mundo;
  3. Casas do jogo com as letras E, B, e E. Nessas, o aluno responde sobre perguntas da Escola Brito Elias;
  4. Casas do jogo com a letra M, onde os alunos terão que pagar uma prenda de forma lúdica;
  5. Casas do jogo com o sinal de “?”, onde os alunos vão se deparar com benefícios e castigos.

    Professor explica o Jogo de História Humana para os alunos

Depois de conhecer a função de cada casa, os participantes se dividem em grupos e elegem um representante para ser o peão. Ou seja, é esse peão que andará sobre o tabuleiro. Com o auxílio de um dado, os grupos conseguem saber quantas casas o peão deve seguir no jogo. O professor explica: “Por exemplo, cada vez que um aluno cair em uma casa, vai realizar a ação correspondente a da letra ou sinal marcado. De acordo com a resposta do aluno, cabe ao professor de História realizar a correção e validar a pontuação de cada grupo”. Vence a turma que acertar mais perguntas.

Em suma, o impacto da atividade na escola não poderia ser outro! Os alunos apresentaram melhor desempenho na disciplina de História. “Eles adoram atividades diferenciadas, lúdicas, motivadoras e desafiadoras. Do ponto de vista de rendimento, como ferramenta de revisão, o Jogo de História Humano sempre garante uma ótima forma de aprendizado para os alunos”, finaliza Fabio Borges.

Alunos da Escola Brito Elias brincando com o Jogo de História Humana

Como fazer na minha escola:

  • Peça para que cada aluno traga duas folhas ou placas emborrachadas (EVA) de qualquer cor, cola, caneta preta e tesoura;
  • Os alunos devem sugerir três perguntas de História, uma pergunta de atualidade e uma prenda;
  • Cabe ao professor elaborar as perguntas referentes à Escola e criar os benefícios e castigos da casa “?”;
  • Os alunos devem participar da confecção das peças do jogo;
  • O jogo pode ser feito em sala de aula ou em outro espaço da escola. Monte o tabuleiro com as 45 casas;
  • Coloque as fichas das cinco ações sobre uma mesa, chame os alunos representantes dos grupos, defina a ordem do jogo. Bom jogo e boa aula!Para ver outros projetos de destaque na educação navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.
    Fotos: Escola Impacto
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *