Feira de Livros atrai alunos para o mundo da literatura

Por SOMOS Educação

Multiplicar o interesse e o gosto pela leitura. Com esse objetivo, a Escola Irmão Francisco Vecchi, de Assaí, no Paraná, promoveu uma Feira de Livros onde todos os alunos do ensino fundamental trouxeram de casa e colocaram à venda livros, desenhos em quadrinhos e outros materiais impressos, compartilhando com os colegas toda a cultura consumida naquelas obras.

O projeto foi desenvolvido pela professora Virgínia Sá, com o apoio da direção e coordenação pedagógica. Para viabilizá-lo, os professores de disciplinas variadas ajudaram na seleção e, junto com os proprietários, ajudaram na etiquetação dos preços. Em seguida, ajudaram na decoração do ambiente e na exposição dos livros. Depois, foi só deixar os alunos circularem pela feira em busca de obras que lhes interessassem.

“As obras eram vendidas por valores simbólicos, repassados integralmente para o aluno que vendia o material. Claro, essa estratégia não tinha intuito de gerar retorno financeiro, mas de formar uma grande teia de trocas e de conhecimento entre os estudantes”, explica a professora Juliana Souza.

Feira foi organizada com livros trazidos pelos próprios alunos

“Vimos que esse tipo de organização de feira deu muito certo. Os alunos se engajaram e estavam bastante motivados para essa troca e enriquecimento cultural. Vale ressaltar que o hábito da leitura desde cedo, principalmente com o acompanhamento dos pais e familiares, permite à criança se beneficiar em vários sentidos. Ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral. Mais além, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores”, lembra Juliana.

Para a professora, a feira cumpriu seu papel maior: “notamos que a iniciativa serviu para despertar o interesse pela leitura de todos os alunos participantes.

A feira deu tão certo que o projeto será realizado novamente neste ano”, concluiu.

Como fazer na minha escola:

Os alunos do 2º ano ao 9º ano poderão trazer de casa livros utilizados para realização das provas do ano anterior, qualquer livro de literatura ou gibis que já leram e não irão utilizar mais.

Professores ajudam na marcação dos valores de venda de cada obra. Também ajudam na decoração e organização do espaço para a realização da feira.

O valor estipulado para venda e arrecadado por cada aluno será destinado a ele um dia posterior à feira pela coordenação da escola.

Em princípio, o projeto é elaborado por professores da língua portuguesa, mas pode ser estendido a todos: livros, artigos, desenhos em quadrinhos, revistas especializadas. Cada um traz seus materiais, estipula o preço e coloca em exposição. Os pais e familiares são avisados por meio de recados na agenda, evitando que o filho traga algo sem o conhecimento/consentimento dos pais.

Com essa organização, a troca de livros e de todo o conhecimento neles envolvidos é garantida!

Foto: Escola Irmão Francisco Vecchi
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *