Horta na escola, um convite para a educação ambiental

Por SOMOS Educação

Para tratar de educação ambiental e outros relevantes valores por ela semeados, o Colégio Geração, da Paraíba, decidiu mobilizar seus alunos em um projeto chamado “Técnicas Agrícolas – Horta na Escola”. A escola compartilhou conosco essa iniciativa, que o Blog Rede de Experiências conta nas linhas a seguir.

Boa parte da motivação e embasamento do projeto se deu através do texto A Horta, de Rubem Alves. O trecho “Horta se parece com filho. Vai acontecendo aos poucos, a gente vai se alegrando a cada momento, cada momento é hora de colheita. Tanto o filho quanto a horta nascem de semeaduras. Semente, sêmen: a coisinha é colocada dentro, seja da mãe/mulher, seja da mãe/terra, e a gente fica esperando, pra ver se o milagre ocorreu, se a vida aconteceu. E quando germina – seja criança, seja planta – é uma sensação de euforia, de fertilidade, de vitalidade. Tenho vida dentro de mim! E a gente se sente um semideus, pelo poder de gerar, pela capacidade de despertar o cio da terra.”, cativou a iniciativa da escola, sob a liderança da professora Joseane Karla Soares de Souza.

“Acreditamos que para alcançar a sustentabilidade do projeto, as atividades de educação ambiental, alimentar e nutricional utilizadas nas hortas devem ser incorporadas ao sistema escolar. Foi exatamente isso que fizemos no colégio”, afirma Joseane.

Com o projeto, a escola focou como objetivos a mudança de hábitos, valores e atitudes. Para isso, trabalhou a educação ambiental na prática, mobilizando seus alunos no plantio de uma horta dentro da instituição de ensino.

A criação da horta

Para criar a horta, o colégio reservou um espaço especial. Foram utilizadas sementes de hortaliças (coentro) e adubo orgânico. O colégio também disponibilizou kit de jardinagem, regador e luvas de látex, para que os alunos pudessem manipular a horta.

O colégio também organizou o trabalho de jardinagem. Para isso, elaborou uma lista com o nome de todos os alunos envolvidos e as respectivas datas em que cada um tinha como responsabilidade regar a horta.

O resultado da iniciativa foi um grande sucesso. “Os alunos ficaram encantados por terem cultivado suas próprias plantas. Através dessa vivência, colocando em prática técnicas agrícolas, eles conseguiram conhecer melhor o meio ambiente em que vivem. Também desenvolveram um vínculo positivo com a natureza, fazendo da escola e do lar um exemplo dessas mudanças. Isso, sem deixar de citar a conscientização sobre o cultivo e consumo de alimentos orgânicos, livre dos riscos à saúde provocados por agrotóxicos”, destaca a professora.

Como fazer na minha escola:

O projeto começou com a teoria, quando foi introduzido o conteúdo sobre técnicas agrícolas e sobre tipos de solo.

Com o conhecimento, os alunos puderam ir para a parte prática, com o cultivo de hortaliças usando as técnicas agrícolas aprendidas.

O colégio deve reservar um espaço específico para que os alunos possam participar desde o plantio até a muda da hortaliça.

Para facilitar e organizar o acesso ao espaço, a escola pode elaborar uma lista com os nomes de cada aluno envolvido e um calendário com as datas onde cada um será responsável por regar a horta.

A atividade dura aproximadamente dois meses.

O colégio faz um alerta: imprevistos podem acontecer. Como o local era aberto, uma chuva muito intensa danificou algumas plantações. Para solucionar o problema, a escola utilizou uma técnica de drenagem e conseguiu retirar a água acumulada no solo.

Quer ver outros projetos de destaque na educação? Navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.

Fotos: Colégio Geração
Compartilhe nas suas redes

Um comentário em “Horta na escola, um convite para a educação ambiental

  • 28 de outubro de 2018 em 11:36
    Permalink

    Através da educação podemos mudar, transformar e restaurar o mundo. Parabéns a toda equipe do Colégio Geração .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *