Infância: é tempo de brincar

Por SOMOS Educação

Propor às crianças um jeito diferente de brincar, resgatando, conhecendo e valorizando brincadeiras infantis antigas a fim de possibilitar momentos que desenvolvam suas habilidades cognitivas, seu potencial de reflexão e de construção do conhecimento. Esse foi o intuito de um projeto promovido pelo Instituto Educacional Emmanuel, em Cajamar (SP).

Brincando de pintar
Os alunos e a arte de brincar

“Foi uma atividade de fundamental importância, pois é com o lúdico que ela experimenta a vida, resolve problemas e desenvolve a sua socialização”, afirma Cibeli da Silva Machado, professora responsável pelo projeto.

A atividade foi realizada conforme as obras do artista plástico Ivan Cruz, que expressa, por meio de pinturas, as brincadeiras que vivenciou em seus momentos de infância.

Pintando a infância

As obras do artista ainda servem como convite para novas brincadeiras a serem desenvolvidas na instituição. “O objetivo principal do projeto é valorizar o gosto pelo brincar, mergulhando na magia dos brinquedos e brincadeiras de antigamente. Essa viagem, certamente, sempre traz momentos agradáveis de diversão e de alegria”, exalta Cibeli.

A atividade foi desenvolvida a partir de rodas de conversa e apreciação, visando conhecer o artista plástico e suas obras. Bem como a organização de espaço e tempo para a realização das brincadeiras, releitura das obras de arte e momentos de diálogo, onde as crianças puderam expressar suas opiniões acerca das brincadeiras realizadas.

Brincando de pintar
Brincando de pintar

Dentre os outros objetivos que nortearam o projeto, é possível destacar o desenvolvimento da expressão oral e corporal. Também a coordenação motora, a percepção auditiva e visual da criança. Além, é claro, de reconhecer a importância dos brinquedos e brincadeiras como elementos da cultura local. “É uma forma de resgatar de forma lúdica e artística a história das brincadeiras e os valores sociais, que estão sendo esquecidas na sociedade técnico-urbana dos dias atuais”, salienta a professora.

Como fazer em minha escola:

– Organizar uma roda de conversa;

– Propor uma exposição com os trabalhos desenvolvidos durante o projeto;

– Registro fotográfico das vivências do projeto.

– Por fim, propor também uma “Sucatoteca”, com trabalhos realizados pelos responsáveis e alunos utilizando material de sucata.

Pintando a infância
Pintar e brincar, é só começar

Para ver outros projetos de destaque na educação navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.

Fotos: Instituto Educacional Emmanuel

Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *