Manual de uso: Como procurar palavras no dicionário?

Por SOMOS Educação

Após realizar algumas pesquisas e não encontrar nenhuma iniciativa semelhante, a professora Jacqueline Bagistério Bueno, do Colégio Graham Bell, em Maringá, no Paraná, desenvolveu o “Projeto Dicionário”, voltado para a turma do 5º ano do Ensino Fundamental I.

Ela explica que “o objetivo é que o aluno conheça a origem do dicionário, saiba como procurar palavras de maneira eficiente, compreenda o sistema de organização das palavras no dicionário, despertar a curiosidade, iniciativa própria e autonomia.”

Para tanto, esse projeto foi dividido em aulas, que foram ministradas uma vez por semana, da seguinte forma:

1ª aula

Origem do dicionário, biografia de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira e curiosidades da Língua Portuguesa. Os alunos receberam uma atividade para preencherem informações sobre o dicionário que possuem em casa (nome, editora, ano de edição, partes do dicionário).

2ª aula

Sequência alfabética, como procurar uma palavra no dicionário. É mostrado o alfabeto para os alunos, uma palavra é escrita no quadro e é mostrado aos alunos a importância de saber a sequência alfabética para procurar as palavras. Como atividade, eles receberam um grupo de palavras que iniciavam com letras diferentes, para que fossem colocadas em ordem alfabética.

3ª aula

Mesmo com palavras que comecem com a mesma letra, é necessário observar as letras que aparecem na sequência para que eles consigam encontrar palavras no dicionário. Como atividade, eles precisaram colocar em ordem alfabética um grupo de palavras que começasse com a mesma inicial. Outra atividade que pode ser aplicada é anotar o nome dos alunos no quadro em qualquer sequência e pedir que eles coloquem esses nomes na sequência alfabética.

4ª aula

Abreviaturas que aparecem antes do significado das palavras, como “var”, de variante. Variante é uma outra forma escrita de uma mesma palavra (cociente/quociente) ou s.m. (substantivo masculino), entre outras.

5ª aula

Como procurar verbos no dicionário (modo infinitivo). Durante todo o processo, os alunos fizeram várias atividades de busca de palavras, registraram significados no caderno, adequaram um conjunto de palavras em frases, criaram frases com palavras cujo significado já haviam aprendido, substituiram palavras que estavam em negrito por sinônimos, colocaran verbos no modo infinitivo e jogaram adedanha.

A culminância do projeto: os alunos receberam uma folha com o nome dos colegas e escreveram adjetivos para cada um deles. Depois, colocaram esses adjetivos em forma alfabética e montaram um mural para ser exposto para outros colegas.

Este ano a professora forneceu como lembrança um álbum de figurinhas do Dicionário da Turma. “Foi incrível! O imprevisto que tive foi ter que estender o projeto por algumas semanas, já que alguns alunos demoraram para entender o processo de procura e se ‘perdiam’ sem encontrar as palavras”, explica ela. Hoje, grande parte da turma consegue manusear muito bem o dicionário, sempre recorrendo a ele para as tarefas de Língua Portuguesa. “Mesmo tendo concluído o projeto, continuo com algumas atividades para reforçar o que foi trabalhado com eles”, conclui Jacqueline Bagistério Bueno.

COMO FAZER EM MINHA ESCOLA

Para professores de 5º ano, o projeto pode ser aplicado da forma como explicado. O projeto pode ser trabalhado com outras turmas, cabendo ao professor as adaptações necessárias. Por exemplo: para turmas de 2º ou 3º ano, as atividades devem ser adequadas para o nível de entendimento deles, de maneira mais simples.

Fotos: Colégio Graham Bell/Divulgação
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *