O fascínio do mundo dos livros

Por SOMOS Educação

Não há dúvidas que a literatura tem imenso poder não apenas de entreter e fascinar os leitores de todas as idades, mas também de servir como valiosa fonte de informações e de conhecimento. E para aproveitar todo esse poder, o Colégio de Aghape, de São Paulo, envolveu seus alunos da Educação Infantil no projeto “Abertura Bimestral dos Livros”. A iniciativa foi repleta de arte e criatividade.

“A ideia do projeto surgiu com a observação de que os alunos possuem pouco espaço para fazer uma leitura prazerosa, onde possam mergulhar no mundo da imaginação e da criatividade oferecido pelos livros. Essa leitura dedicada e prazerosa é fundamental para ser transformada em construção de cultura e de conhecimento”, destaca Janaína Bispo, do Colégio Aghape.

Mais do que desenvolver a linguagem oral e escrita, quando o aluno faz essa imersão em uma obra literária, sendo levado a refletir e construir sobre o que está lendo, “sua aprendizagem torna-se significativa e desafiadora. Soma-se a isso o incentivo para que esse aluno realize uma representação simbólica de sua leitura e a aprendizagem intensifica-se ainda mais. Foi exatamente o que nós fizemos nesse projeto”, explica Janaína.

O poder dos livros infantis

As Histórias Infantis são a porta de entrada para que as crianças entrem no mundo dos livros e passem a desenvolver a imaginação, além de emoções e sentimentos. No Colégio Aghape, cada leitura e contação foi recheada com outras atividades, como a criação de fantoches e de avental de história. Para Janaína Bispo, “essas tarefas criaram excelentes momentos de interação entre as crianças e professores, envolvendo os pequenos alunos para o hábito da leitura.”

 

Com o projeto voltado exclusivamente para a Educação Infantil, o Colégio Aghape buscou alguns objetivos:

– Envolver a criança num ambiente de participação e alegria, aspectos imprescindíveis para seu desenvolvimento integral como pessoa humana;

– Satisfazer a curiosidade da criança e ampliar seu conhecimento de mundo;

– Estimular o processo de socialização de informações pelas crianças;

– Incentivar a imaginação e inteligência através da leitura, tendo ela como recurso de divertimento e entretenimento, além de valorizá-la como fonte de prazer, informação, cultura e conhecimento;

– Desenvolver nos alunos a percepção e o conhecimento social da linguagem.

Ao final do projeto, Janaína Bispo destacou que esses objetivos foram alcançados. “A leitura somada à arte, através das atividades lúdicas e caracterizações, ajudaram no desenvolvimento não só intelectual dos alunos, como também no aspecto social. O resultado não poderia ser outro: alunos, pais e professores completamente fascinados pelo mundo que se abre através dos livros.”

Como fazer na minha escola:

– Determine as histórias que pretende trabalhar com os alunos da Educação Infantil;

– Crie um ambiente confortável e atraente para a leitura;

– Amplie o trabalho com atividades criativas, como criação de fantoches, teatros, avental de histórias, entre outras ideias.

– Envolva os alunos em cada uma dessas atividades, para que o conteúdo do livro possa ser passado de diferentes formas. Esses recursos ajudarão no desenvolvimento e na construção do conhecimento de cada aluno.

Para ver outros projetos de destaque na educação navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove e incentiva a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7

Fotos: Colégio Aghape
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *