Tabuada divertida em jogos educativos

Por SOMOS Educação

O aprendizado da tabuada pode acontecer de forma muito mais eficaz e divertida do que simplesmente decorá-la. O Instituto Educacional Emmanuel, em Cajamar (SP), mostrou como através do projeto “Praticando a Tabuada”. A iniciativa envolveu os alunos do Ensino Fundamental I em vários jogos educacionais.

Para desenvolver o projeto, a professora Carolina de Moraes Roveri escolheu dois dias da semana.  “Às segundas e quartas, enquanto um aluno levava o livro “Tabuada – Escreva e Confira”, o outro levava uma “roleta”. Assim, os estudantes conseguiam praticar a tabuada de uma forma divertida”, descreve a professora.

Jogos e a prática da tabuada
Jogos ajudaram na prática da tabuada

O livro escolhido permite que o aluno escreva com uma canetinha os resultados das tabuadas e depois pode apaga-los com um paninho. O livro também possui uma aba que é puxada para conferir os resultados, o que traz mais dinamismo nesse processo de aprendizagem.

Mais jogos para a tabuada

A atividade deu tão certo que o projeto se expandiu. Como trabalho do bimestre, a professora pediu que os estudantes confeccionassem jogos de tabuada com materiais recicláveis. “Os trabalhos ficaram lindos e essa foi mais uma oportunidade deles aplicarem a sustentabilidade junto ao aprendizado da tabuada”, destaca Carolina.

Estudantes criaram jogos de tabuada
Alunos criaram jogos de tabuada

A criatividade foi tamanha que, então, veio a ideia de fazer uma espécie de rodízio com os jogos feitos pelos alunos. Assim, às segundas e quartas, todos os alunos trocavam os jogos entre eles, seguindo o rodízio que foi organizado por ordem alfabética. Para a professora, “tudo isso trouxe uma experiência bem bacana e os alunos se empolgaram com essa forma divertida de aprendizado.”

Aprendizado e diversão em jogos de tabuada
Diversão e aprendizado em jogos de tabuada

Além do rodízio, os jogos também foram expostos na escola. Dessa forma, os demais estudantes também pudessem conhecer e prestigiar as criações dos alunos envolvidos no projeto.

Outras ações do “Praticando a Tabuada”

O projeto contou ainda com outras ações ligadas à prática da tabuada. “No Tabuada Colorida, por exemplo, construímos uma grande tabuada, feita de base de papelão, color set e EVA. Ela fica exposta na parede da classe e o aluno tem autonomia para usá-la durante a realização das atividades”, explica Carolina.

Outra ação envolveu o Caderno de Exercícios. Nele, várias atividades são oferecidas aos alunos para praticar a tabuada do 1 ao 5. Muitas dessas atividades foram retiradas do livro “Nós e a Tabuada”, dos autores José Ruy Giovanni e José Ruy Govanni Jr, da editora Quinteto.

“Tudo isso faz com que as crianças pratiquem as tabuadas de uma forma prazerosa e divertida. E claro, que eles aprendam, tornando os cálculos de multiplicação e divisão mais simples”, comemora a professora, que conclui: “além disso, conseguimos unir a ideia de sustentabilidade aos jogos, praticando também três dos cinco “Rs” da sustentabilidade: Repensar – “Será que realmente preciso comprar um jogo de tabuada? / Reutilizar – “Ao invés de comprar um jogo, será que não tenho nada que posso reutilizar e criar um jogo?” / e Reduzir, com a ideia de consumir menos produtos.”

Projeto foi um sucesso
Projeto “Praticando a Tabuada” foi um sucesso

Como fazer em minha escola:

– Pedir aos alunos para que produzam um jogo da tabuada com materiais recicláveis;

– Expor os jogos criados na escola e incentivar um rodízio desses jogos entre os alunos; isso faz que eles pratiquem a tabuada em casa, além de prestigiarem o trabalho do colega;

– Para a sala de aula, crie também uma tabuada bem grande e colorida; o que ajudará no aprendizado.

Para ver outros projetos de destaque na educação navegue em https://www.rededeexperiencias.com.br/na-pratica. E se sua escola também promove a participação dos alunos em projetos incríveis, compartilhe conosco em https://bit.ly/2HRdQQ7.

Fotos: Instituto Educacional Emmanuel
Compartilhe nas suas redes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *