Valores humanos: da escola para a vida

Por SOMOS Educação

Durante o ano de 2017, o Colégio De Aghape, de São Paulo, mobilizou corpo docente, pais e alunos de todas as séries num amplo projeto que tinha um grande e importante objetivo: mudar a postura atitudinal tanto dos estudantes quanto de seus familiares.

Para alcançar o objetivo, os envolvidos realizaram diferentes atividades que, em comum, tinha o fato de tratarem de aspectos socioemocionais. “Em sala de aula, os professores traziam temas que tratavam sobre resiliência, amizade, medos e forma de superá-los, bullying, perigos da internet, entre outros. Paralelamente, os alunos também eram incentivados e guiados a realizar ações com a comunidade, em locais como asilos e outros centros assistenciais”, explica a coordenadora do colégio, Renata Aguilar.

Cada turma realizou um tema especifico: os alunos de Educação Infantil trabalharam com a amizade, as diferenças e semelhanças entre todos os seres vivos, como contemplar o belo e também sobre os valores familiares. Os alunos do Ensino Fundamental I trataram de assuntos como resiliência, drogas, como administrar nossas ações, medos, o respeito e a valorização de si próprio.

Para os alunos do Ensino Fundamental II foram propostas ações solidárias, como uma atividade no asilo, que incluiu visitação, arrecadação de remédios e produtos de higiene, além de cantoria para os idosos, o que trouxe a eles momentos de muita alegria. Os alunos ainda visitaram o GRAACC, entidade que presta assistência às crianças com câncer, para que pudessem realizar em sala ações e reflexões sobre o assunto.

O projeto, iniciado em janeiro, no começo do ano letivo, culminou no último dia 2 de setembro, com uma bela apresentação para as famílias, juntamente com a comemoração dos 20 anos do Colégio.

Atividades que ensinam valores humanos

Para Renata Aguilar, o resultado esperado, que é o ensinamento e prática de valores humanos, tem surgido a cada dia em pequenas atitudes tanto em casa quanto na escola. “Além dos aspectos comportamentais e que puderam ser percebidos e até repetidos pelos familiares dos estudantes, também houve progressos na aprendizagem. Percebemos que até entre o grupo de professores essas mudanças foram nítidas. Agora, todos querem ter atitudes saudáveis” comenta a coordenadora, bastante satisfeita com o efeito do projeto, realizado em parceria com a Escola da Inteligência do Dr. Augusto Cury.

O sucesso foi tamanho que o projeto não parou por aí. Após todas as ações, o colégio decidiu instalar em um corredor próximo a sala de coordenação pedagógica uma caixa chamada de ‘caixa das emoções’. Ali, os alunos colocam bilhetinhos, que podem ser identificados ou não, com suas angústias, dificuldades de comportamento e socialização, dificuldades nos conteúdos programáticos ou até sugestões para melhoria do colégio. Tudo com foco em atitude e mudanças comportamentais que agreguem mais e melhores valores humanos.

Como fazer na minha escola:

Tenha em mente atividades que obedeçam a cada faixa etária e que tragam reflexões acerca de diferentes valores humanos. Os professores, então, devem propor em sala de aula o tema, para depois complementá-lo fora dos muros da escola.

O importante é estabelecer um plano de ensino, onde semanalmente deverá ter textos reflexivos e dinâmicas sobre o assunto escolhido. Também a cada semana os alunos levam atividades para ser realizadas com as famílias em casa. Assim, o projeto acaba tendo maior significado e os alunos se transformam em agentes multiplicadores dessas ações.

A caixa das emoções, por sua vez, pode ser usada tanto no início do projeto, como estratégia para se levantar temas, quanto ao final do projeto.

Foto: Colégio De Aghape e Shutterstock
Compartilhe nas suas redes

Um comentário em “Valores humanos: da escola para a vida

  • 26 de abril de 2018 em 17:03
    Permalink

    Parabéns, lindo Projeto! Nossos alunos necessitam de ações assim que possam transformar o meio em que vivem, pois é a partir de cada um que conseguiremos nos fortalecer e implantar uma cultura de paz, praticando valores positivos e necessários à nossa sociedade! Sucesso a todos!

    Abraços,
    Lidiane Marques de Souza Moraes
    Diretora Pedagógica
    Instituto Educacional Marques Moraes

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *