Alunos de Goianésia cantam e encantam em Festival de MPB

Por SOMOS Educação

Na Escola Luiz César de Siqueira Melo, em Goianésia (GO), a música também é tratada como fonte de conhecimento. Foi, inclusive, com esse pensamento, que o colégio organizou, em 2017, o seu Festival de Música Popular Brasileira (MPB).

“O projeto surgiu com a ideia de apresentar aos alunos estilos musicais repletos de cultura nacional e que possibilitassem traduzir nossas origens”, explica o professor de música do colégio, Eduardo Makiyama Silva.

Através do festival, os alunos foram convidados a conhecer um pouco mais da Música Popular Brasileira, tanto em seus aspectos históricos, quanto em aspectos específicos relacionados à arte.

A inscrição para o festival foi aberta para todos os alunos, com a única exigência de que quem se inscrevesse receberia acompanhamento, através de ensaios e audições prévias para a preparação. “Esse cuidado era para que as apresentações realmente encantassem o público presente, com muita emoção e alegria”, explica o professor.

Durante esses ensaios, além do canto, os alunos aproveitavam para estudar melodias, letras e ritmos que compõem o estilo MPB e que expressam fortemente a identidade cultural tupiniquim.

Depois de três meses de estudo e de muito preparo, o resultado não podia ser outro que não o sucesso absoluto. “A apresentação foi um divisor de águas na escola. Os alunos que estiveram no palco – a maioria deles, pela primeira vez – agiram com tanta naturalidade e com tamanha propriedade que realmente cativaram a todos os presentes. Muitos pais se emocionaram ao ver seus filhos concretizando sonhos pessoais: filhos corajosos, autônomos, seguros, exuberantes e capazes de sucesso”, destaca Eduardo Makiyama Silva.

O Festival de MPB da Escola Luiz César de Siqueira Melo encantou tanto que, após o evento, surgiram convites para que o colégio levasse seus cantores para aparições públicas! O mais importante, porém, é que o projeto trouxe alterações no próprio ambiente escolar. Os alunos que participaram se tornaram ainda mais confiantes e suas participações em aula ficaram ainda mais seguras e frequentes, com perceptivo aumento nas notas.

Mais além, diz o professor de música, “outros alunos que até então não se sentiam motivados a participar das aulas de canto, violão ou teclado passaram a frequentá-las e muitos alunos incorporaram a nossa MPB em seus repertórios musicais”.

É claro que com todo esse resultado o festival se repetirá em 2018. E este ano será ainda maior e mais estruturado com outras ações pedagógicas. “A ideia é mobilizar professores de Português, Filosofia e de Ensino Religioso para que façam o estudo das diferentes letras do repertório da MPB que será apresentado durante o espetáculo. Espera-se ainda, que a gente consiga envolver os pais/ responsáveis de forma ainda mais intensa, para que façam estudos em conjunto com seus jovens das letras musicais, levando assim à aproximação de diferentes gerações na intenção de compreenderem a complexa, rica e significativa mensagem existente nas letras da nossa Música Popular Brasileira”, conclui Silva.

Como fazer na minha escola:

Após ter o aval da direção da escola, a primeira etapa é apresentar uma espécie de edital do evento, com sua descrição e detalhes.

Em seguida, deve-se realizar os convites aos alunos da escola para que façam suas inscrições.

A próxima etapa é definir horários e estratégias para que seja possível preparar cada aluno dentro de suas habilidades e capacidade a fim de que façam uma boa e segura apresentação.

Entra, então, a fase mais longa, que é a de preparação de cada aluno, ou seja, o estudo da música. No projeto da escola, cada aluno ensaiou quatro músicas até que decidisse por qual lhe passava maior segurança e emoção. Essa etapa durou dois meses. Os alunos apresentavam suas impressões a respeito da canção e traziam as interpretações que encontravam na internet e que mais lhe agradavam. Avaliavam, aluno e professor de música, e decidiam o que podia ser feito.

A etapa seguinte era dedicada a preparação do palco e do local escolhido para acomodar a plateia. A direção e a coordenação, junto com outros professores da instituição, podem auxiliar nesse momento. Os professores de música se responsabilizam pela aparelhagem musical, afinamento de instrumentos e detalhes técnicos da apresentação.

Com tudo pronto, é só receber a plateia e deixar que a apresentação encante a todos!

Foto: Escola Luiz César de Siqueira Melo
Compartilhe nas suas redes

3 comentários em “Alunos de Goianésia cantam e encantam em Festival de MPB

  • 27 de abril de 2018 em 14:23
    Permalink

    Projeto en”cantador” e pioneiro num ambiente escolar:
    – pioneiro por ser um evento que não aconteceu apenas com a exposição de talentos, mas a preparação deles, o que estimula o engrandecimento cognitivo e pessoal de uma criança;
    – encantador porque depois da apresentação mais alunos se sentiram estimulados a fazer as atividades musicais proporcionadas pela escola;
    – “Cantador” porque a qualidade das apresentações surpreenderam até os pais dos alunos que apresentaram… O subir nos palcos engrandeceu tanto os CANTORES que (qualquer medo ou insegurança que pudessem ter, desapareceram) durante a apresentação sua postura de altivez, emponderamento e capacidade vocal e de interpretação superou qualquer pensamento de tipo: “vou aplaudir só para dar apoio”. Foram apresentações realmente fantásticas e irreparáveis.
    Aconselho (como pai, professor e educador – que a instituição que realmente deseja atrair, manter e preparar holisticamente seus alunos) que ofereçam essas atividades diversificadas de desenvolvimento amplo e eclético.
    É visível o quanto essa atividade, especificamente, contribuiu para a formação de alunos mais calmos, sensíveis e cuidadosos com os seus hábitos musicais, ampliando e tornando-os mais seletivos e ecléticos. E assim, mais receptivos para aprendizagens de português e matemática onde detalhes fazem muita diferença na aprendizagem.
    Parabéns ao professor Eduardo Makiyama e à equipe gestora da Unidade Escolar por esse incrível trabalho.

    Resposta
    • 2 de maio de 2018 em 16:40
      Permalink

      Alessandro, boa tarde! Tirou as palavras de nossa boca. Todos ficaram deslumbrados com a grandeza desse projeto. Outro ponto muito importante: professor Eduardo não somente elaborou essa ação em sua escola, como fez questão de compartilhar com toda nossa Rede. Essa atitude tem uma relevância imensurável uma vez que é capaz de estimular práticas semelhantes em outros locais! Parabéns a todos os envolvidos!

      Resposta
  • 14 de maio de 2018 em 21:02
    Permalink

    Vou tentar realizar em nossa escola, nas turmas de 6º e 7ano, pois os conteúdos abordam a linguagem musical.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *